A beira do precipício


belaqueNa Itália nada é simples. Todos são envoltos por culpas, dramas e mistérios que parecem não se dissolver. O filho , ator iniciante, quer representar para a mãe, grande atriz. Tudo é incestuoso. Os Senadores tem uma sauna que parece saída da era do Império Romano. Espiões escutam atrás de portas e conspiram.

A filha tem dúvidas se o pai estava abraçando ou sufocando a mãe no leito de morte. Um Senador quer renunciar por drama de consciência em votar contra seu partido, que é governista.

A drogada tem um papo cabeça com o médico, parece até uma DR (discutir a relação) entre marido e mulher. O irmão normal tem que cuidar do outro maluquinho.
Enfim todos estão velando alguém meio a beira do precipício. O que alguns consideram uma metáfora a situação da Itália nos dias de hoje.

 
Enfim se você é capaz de entender a alma italiana, vai apreciar este filme. Você vai entender também que a única coisa comum entre o Senador Italiano do Bellocchio e os condenados dos irmão Tavianni retratados no ótimo” Cesare deve morrer”  é a famosa maquininha de fazer café. Um péssimo projeto que é um sucesso mundial.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: