As redes e a anti rede


papafranciscoAs redes sociais, notadamente o facebook tem mostrado uma nova faceta das pessoas. Como elas se preocupam com o que não são. Isso mesmo! É como se fosse a anti matéria. Um papa é eleito, dezenas de pessoas que não são católicas, não frequentam a missa, tem profundas discordâncias com a doutrina cristã, imediatamente se manifestam. Levantam detalhes da vida do escolhido, tentam influenciar os que são católicos com suas opiniões, completamente desprovidas de sentido.  Será que isso leva a algum lugar ou só faz exacerbar as diferenças?

O mesmo acontece quando um político faz alguma coisa. Seus opositores tratam de dizer o que ele deveria ter feito ou como deveria ter pensado ou decidido. Ora, as lógicas são completamente diferentes. No recente caso do Deputado Federal Feliciano,  do PSC de São Paulo aconteceu o mesmo. Um completo desconhecido do grande público virou desafeto numero um, com direito a campanha nas ruas exigindo a sua renúncia a Comissão de Direitos Humanos e Minorias.Feliciano

Estamos verificando que ao contrario dos grupos de interesse criados no começo da Internet temos agora grupos de agitação e protesto. É uma outra demonstração que as pessoas não se sentem mais representadas pelos parlamentares. Vereadores, deputados estaduais e federais terão que conviver com esse novos caras-pintadas.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: