Jogos Pan-Rio 2007. Cuba o início do fim


Acompanho Jogos Pan-Americanos desde 67, ou seja 40 anos.Vi os últimos de perto, frequentando as arenas e torcendo pelo atletismo. Foi com um misto de nostalgia e tristeza que vi a atuação de Cuba. Foi a pior delegação cubana que compareceu aos Jogos, que acompanhei. Não tanto pelos resultados atléticos. Cuba continua uma potência esportiva, mas pelo espírito da equipe.
Desde o início os problemas foram aparecendo. Um atleta que dormiu com a faxineira, uns que fugiram da delegação, uns que quebraram os quartos, os que tomaram todas, os que venderam os uniformes, os que reagiram mal em quadra ou nas pistas, enfim não faltaram incidentes.
Parece que bateu na delegação o clima de fim de festa. Com a idéia cada vez mais próxima do fim da era Fidel, um certo mêdo se instalou nas pessoas. A dúvida do que fazer, parece presente em cada um. Safar a própria pele e ganhar dinheiro no exterior, aproveitando a educação que receberam, ou ficar na ilha e se engajar numa disputa fratricida.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: